Comitê Rio 2016 tem déficit entre R$400 mi e R$500 mi, diz fonte

segunda-feira, 11 de julho de 2016 20:41 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A 25 dias dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o comitê organizador tem que encontrar formas de reverter um déficit nas contas estimado entre 400 milhões e 500 milhões de reais, informou nesta segunda-feira uma fonte próxima à organização do evento.

“Cortamos tudo que era possível, mas mesmo assim não está cabendo no orçamento”, disse à Reuters a fonte, sob condição de anonimato. “Houve até problemas com o pessoal do COI (Comitê Olímpico Internacional) porque cortamos algumas regalias vistas em outros Jogos.”

O orçamento dos Jogos Olímpicos é de cerca de 40 bilhões de reais, sendo a maior parte (24,6 bilhões de reais) para obras de infraestrutura. Pouco mais de 7 bilhões de reais foram para a construção de arenas esportivas, e outros 7,5 bilhões de reais, de origem privada, são do comitê organizador Rio 2016.

De acordo com a proposta de candidatura dos Jogos do Rio, qualquer eventual déficit nas contas do comitê organizador terá que ser dividido em partes iguais entre a União, Estado e município.

Apesar da conta no vermelho, os organizadores do evento ainda consideram os Jogos do Rio uma referência, não só pelo volume de gastos envolvidos, como pelas parcerias público-privadas que reduziram a necessidade de investimento público na Olimpíada.

“Se pensar em 7,5 bilhões de orçamento, um déficit de 400 milhões a 500 milhões (de reais) representa cerca de 6 por cento, muito pouco para um projeto desse tamanho. São os Jogos mais baratos da história”, declarou a fonte.

Um porta-voz do comitê organizador, Phil Wilkinson, não quis fazer comentário sobre as contas. "Estamos no caminho para entregar um orçamento equilibrado para os Jogos", disse à Reuters.

Entre as causas do déficit atual está um impasse sobre a Vila dos Atletas. Inicialmente, o aluguel do local que hospedará a maioria dos esportistas seria bancado pelo governo federal, disse a fonte. O compromisso foi feito com o governo da presidente afastada Dilma Rousseff, mas a ajuda não se concretizou. O compromisso inicial do Comitê Rio 2016 era empenhar apenas 10 por cento do valor, ou seja, 40 milhões de reais.   Continuação...

 
Funcionários trabalham em Parque Olímpico da Rio 2016,  11/7/2016. REUTERS/Bruno Kelly