Desistir da Olimpíada foi decisão mais difícil da minha vida, diz golfista Spieth

terça-feira, 12 de julho de 2016 11:48 BRT
 

Por Tony Jimenez

TROON, Escócia (Reuters) - O golfista número três do mundo, Jordan Spieth, disse nesta terça-feira que a decisão de não participar do torneio olímpico de golfe no Rio de Janeiro no mês que vem, na volta do esporte aos Jogos após ausência de 112 anos, foi a mais difícil de sua vida.

O norte-americano de 22 anos adotou um tom apropriadamente respeitoso ao informar suas razões para se ausentar dos Jogos Rio 2016.

"Esta provavelmente foi a decisão mais difícil que já tive que tomar na minha vida", disse Spieth em uma coletiva de imprensa antes do 145º Aberto do Reino Unido, que começa no clube de golfe Royal Troon, na quinta-feira.

"Foi algo com que me debati muito. Fui e voltei nisso, e no final das contas foi preciso tomar uma decisão ontem".

Com a desistência do vencedor de dois grandes títulos da modalidade, nenhum dos quatro maiores golfistas do mundo irá competir na Rio 2016 – Jason Day, Dustin Johnson e Rory McIlroy já haviam feito a mesma escolha.

Spieth enfatizou que não foi somente a preocupação com o surto de Zika que o fez desistir.

"Não estou destacando especificamente esta ou aquela coisa nas minhas preocupações de saúde", afirmou, referindo-se ao vírus transmitido por mosquitos que a Organização Mundial da Saúde (OMS) diz estar se disseminando rapidamente nas Américas.

"Vocês divulgaram isso sem que eu o tenha dito. São preocupações de saúde como um todo".   Continuação...

 
Golfista número três do mundo, Jordan Spieth, durante treino na Escócia.   12/07/2016       REUTERS/Paul Childs