Golfistas estão usando Zika como desculpa para boicotar Rio 2016, diz remador britânico

terça-feira, 12 de julho de 2016 11:47 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Alguns golfistas estão usando o vírus Zika como desculpa para boicotar a Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016 porque os grandes eventos de altas premiações importam mais para eles, disse nesta terça-feira o remador britânico Steve Redgrave, dono de cinco medalhas de ouro.

Redgrave, que conquistou seus ouros em cinco Olimpíadas diferentes, questionou por que tantos homens, e tão poucas mulheres, decidiram não participar do primeiro torneio de golfe olímpico em 112 anos.

"Acho que eles estão simplesmente usando isso (Zika) como uma desculpa por causa de seu calendário cheio. Eles gostam da ideia da Olimpíada, mas na hora H os grandes torneios são muito mais importantes", disse ele à rede BBC.

"Infelizmente este também é um esporte voltado para o dinheiro, então eles não ganham nada indo à Olimpíada", acrescentou.

"Acho que Zach Johnson realmente resumiu tudo, e gostaria que todos abrissem o jogo e dissessem que essa é a verdadeira razão de não estarem indo, em vez de usarem outra desculpa", acrescentou Redgrave.

O norte-americano Johnson, campeão do Aberto do Reino Unido que não estará na Rio 2016, questionou na segunda-feira se o esporte realmente tem lugar na programação dos jogos.

Os fãs de golfe, disse ele aos repórteres no clube de golfe Royal Troon, realmente esperam pelos grandes torneios e pela Ryder Cup (competição de golfe bienal por equipes entre Europa e Estados Unidos), e essas são suas principais motivações como jogador.

"Sem querer ofender a Olimpíada, eu preferia estar na equipe da Ryder Cup", afirmou.

Os quatro maiores golfistas do mundo, Jason Day, Dustin Johnson, Jordan Spieth e Rory McIlroy, estão entre os esportistas que desistiram da Rio 2016 por causa dos temores relacionados ao Zika vírus.   Continuação...

 
Remador britânico Steve Redgrave, dono de cinco medalhas de ouro.     03/06/2012       REUTERS/Darren Staples