Agência antidoping diz que COI deveria cogitar banir atletas russos da Rio 2016

segunda-feira, 18 de julho de 2016 15:53 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A Agência Mundial Antidoping (Wada) recomendou nesta segunda-feira ao Comitê Olímpico Internacional (COI) e ao Comitê Internacional Paralímpico que ambos cogitem proibir a participação de todos os atletas inscritos pelo Comitê Olímpico Russo na Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016 no mês que vem.

A Wada reagia a um relatório independente comprometedor produzido pelo professor de Direito canadense Richard McLaren e publicado nesta segunda-feira que revelou indícios da prática de doping generalizado e patrocinado pelo Estado entre atletas russos na Olimpíada de Inverno de Sochi em 2014.

A agência fez sete recomendações depois da divulgação do relatório, incluindo a de que autoridades do governo da Rússia não tenham acesso a competições internacionais, incluindo a Rio 2016.

Entre as outras recomendações, a Wada aconselhou que federações internacionais de esportes implicados no relatório cogitem uma ação contra organismos nacionais russos e que McLaren e sua equipe finalizem seu mandato, contanto que a Wada possa assegurar um financiamento.

"É vergonhoso que o Relatório McLaren corrobore as alegações, expondo um modus operandi de manipulação séria do processo de controle de doping no laboratório satélite montado em Sochi para os Jogos de 2014; e no laboratório de Moscou desde 2011 e após os Jogos de Sochi", disse o presidente da Wada, Sir Craig Reedie, em um comunicado.

"Os indícios não só implicam o Ministério dos Esportes russo na administração de um sistema de doping cujo único objetivo era subverter o processo de controle de doping, mas também mostram ter havido participação ativa e assistência do Serviço Federal de Proteção e do Centro de Preparação de Esportes das Equipes Nacionais da Rússia".

McLaren descreveu as trapaças à Reuters como "admiráveis em sua simplicidade".

(Por Steve Keating/Martyn Herman)

 
Wada, em Montreal, Canadá
9/11/2015 REUTERS/Christinne Muschi/Arquivo