Grupo preso pela PF realizou atos preparatórios para atentado, diz ministro da Justiça

quinta-feira, 21 de julho de 2016 12:55 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - Membros do grupo preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira em uma operação de combate ao terrorismo já estavam realizando atos preparatórios para um possível atentado, incluindo treinamentos de artes marciais, armamentos e tiros, afirmou o ministro da Justiça, Alexandre Moraes.

O ministro acrescentou, em entrevista coletiva sobre a operação, que um dos suspeitos entrou em contato com site de armas clandestinas no Paraguai para a compra de fuzil AK47.

Foram presas 10 pessoas na operação contra a suposta célula terrorista, afirmou.

(Reportagem de Anthony Boadle)

 
Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em evento em Brasília
 2/6/2016 REUTERS/Ueslei Marcelino