Petrobras pagará parte de déficit do Comitê Rio 2016, diz fonte

sexta-feira, 22 de julho de 2016 21:33 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras pagará 15 milhões de reais ao comitê organizador da Olimpíada Rio 2016 para ajudar a amenizar o déficit de entre 400 milhões e 500 milhões de reais do órgão, disse à Reuters uma fonte ligada à estatal.

O acordo da Petrobras com o comitê Rio 2016 dará à estatal o direito de explorar a imagem de atletas que já contam com o apoio institucional da empresa a partir de agosto, mês da Olimpíada, quando o direito de explorar a imagem de atletas fica restrito a patrocinadores oficiais dos Jogos ou do Comitê Olímpico Internacional (COI).

“Estamos liberando 15 milhões para poder fazer ações do tipo como comprar banners e placas de publicidade, além de comprar o direito de imagem dos atletas do Time Petrobras durante a Olimpíada”, disse à Reuters uma fonte da empresa, sob condição de anonimato.

“Não estamos comprando cota de patrocínio não. A Petrobras não tem verba para comprar uma cota pelos motivos já conhecidos”, completou a fonte da estatal de petróleo.

A Petrobras vive atualmente uma situação delicada. É a petroleira mais endividada do mundo e foi abalada pelo bilionário esquema de corrupção investigado pela operação Lava Jato.

O acordo com a estatal é resultado de conversas que o Comitê Rio 2016 tem mantido com empresas públicas federais em busca de amenizar o rombo nas contas do órgão, disse à Reuters uma fonte ligada à organização dos Jogos. Segundo a fonte, há tratativas com os Correios e eventuais negociações com a Eletrobras seriam "bem-vindas".

"Há conversas em andamento e pode haver novidades até o início dos Jogos", declarou a fonte envolvida na organização do evento, que se inicia no dia 5 de agosto.

Os Correios já são patrocinadores oficiais da Olimpíada e o que está em discussão é um novo aporte da empresa ou uma alternativa que proporcione mais recursos ao comitê. Procurada, a empresa informou à Reuters que “no momento, não temos qualquer previsão de cotas adicionais de patrocínio para o Comitê Rio 2016”.   Continuação...