23 de Julho de 2016 / às 17:26 / em um ano

Bandeira amarela impede pole de Hamilton, e Rosberg larga em 1º na Hungria

BUDAPEST (Reuters) - O líder do Mundial de Pilotos, Nico Rosberg, ficou com a pole position para o Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1, neste domingo, em uma classificação afetada pela chuva, depois que o companheiro de equipe e rival pelo título, Lewis Hamilton, foi atrapalhado por bandeiras amarelas.

Rosberg percorreu os 4,3 kms de Hungaroring em 1min19s965, neste sábado, superando Hamilton em 0s143.

O britânico, que estava na frente de Rosberg quando a dupla da Mercedes começou suas últimas voltas, foi forçado a diminuir o ritmo e abandonar a volta por bandeiras amarelas que apareceram na pista quando a McLaren de Fernando Alonso rodou.

O atual campeão estava mais rápido e caminhando para a pole position naquele momento.

No entanto, Hamilton, segundo no grid de largada, estava relaxado. “Não sei o quanto Nico estava na frente, mas eu fui mais rápido no primeiro setor”, disse. “Tive um pouco de azar, por causa de Fernando, mas essas coisas acontecem, então não estou muito decepcionado.”

Foi a 26ª pole position de Rosberg na carreira e sua quarta nesta temporada. Também foi a 46ª da Mercedes nas últimas 49 corridas. A equipe alemã só não começou uma corrida este ano na primeira posição.

A pole position de Rosberg foi colocada em dúvida, depois que as câmeras mostraram que ele também enfrentou bandeiras amarelas, mas o piloto de 31 anos disse que tirou o pé do acelerador naquela parte do traçado.

Rosberg, que estendeu seu contrato por dois anos com a Mercedes na última quinta-feira, tem um ponto a mais que Hamilton no Mundial de Pilotos.

Daniel Ricciardo ficou em terceiro, com a Red Bull, em um fim de semana em que a ex-campeã espera desafiar a Mercedes pela vitória, com o seu companheiro Max Verstappen em quarto.

A McLaren conseguiu sua melhor posição no grid de largada desde que renovou o contrato de fornecimento de motores com a Honda, no começo do ano passado, com Fernando Alonso e Jenson Button, que coincidentemente tiveram suas primeiras vitórias na Hungria, em sétimo e oitavo, respectivamente.

Uma chuva torrencial às vésperas da classificação fez com que a sessão começasse 20 minutos atrasada.

Os primeiros 18 minutos foram interrompidos por quatro bandeiras vermelhas, primeiro pelo retorno da chuva, e depois porque vários pilotos, inclusive Felipe Massa, da Williams, bateram e ficaram fora do treino. Acabou, quase uma hora depois, quando Rio Haryanto, da Manor, trouxe a última bandeira vermelha para a classificação. 

Por Abhishek Takle

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below