Micale confirma Neymar como capitão e diz que atacante é admirado pelo grupo

sexta-feira, 29 de julho de 2016 18:15 BRT
 

(Reuters) - Depois de quase duas semanas de trabalho e de convívio com Neymar, o técnico da equipe olímpica do Brasil, Rogério Micale, decidiu manter o atacante do Barcelona como capitão da seleção.

O time brasileiro faz neste sábado contra o Japão, em Goiânia, um amistoso preparatório para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

O treinador havia deixado no ar a dúvida sobre o capitão da seleção brasileira quando convocou os 18 jogadores para a disputa dos Jogos e, dias antes, quando foi apresentado como novo treinador da seleção principal, Tite chegou a lembrar que no Corinthians promoveu um rodízio de capitães para fomentar novas lideranças no grupo.

Micale disse ainda que precisava de uma conversa olho no olho com Neymar para decidir se o manteria como capitão, como havia decidido o antecessor de Tite, o técnico Dunga.

“O Neymar demonstrou ser aquilo que a gente via e superou minhas expectativas em qualidade. Muda de direção com facilidade, no um contra um é fora de série. Um jogador do bem, no ambiente interno muito querido, um rapaz com coração enorme e abraçou os meninos que vieram nos ajudar”, disse ele a jornalistas nesta sexta-feira.

“Demonstrou ser além de ser um grande atleta, um grande homem e um cara responsável e que o grupo admira... se foi o convívio que definiu isso (capitão), eu diria que só veio a confirmar“, completou.

Neymar teve a liderança questionada por críticos algumas vezes por conta de cartões e suspensões de jogos importantes na Copa América de 2015 e nas eliminatórias.

Apesar de ter escolhido o caminho mais natural, Micale vê diversas lideranças no grupo de jovens do Brasil.

“Poderia ter o Marquinhos como capitão pelo comportamento, interação, liderança... não só ele, mas Rodrigo Caio, Luan e até o Gabriel Jesus pela forma e intensidade que ele joga. O Fernando (Prass) poderia ser capitão. Não temos um troféu para levantar e sim 18 medalhas para botar no peito”, declarou ele.   Continuação...

 
Neymar treina em Goiânia para amistoso contra Japão.  28/07/2016.     REUTERS/Ueslei Marcelino