Primeira equipe olímpica de refugiados visita a estátua do Cristo no Rio

sábado, 30 de julho de 2016 17:13 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Os membros da primeira equipe olímpica de refugiados visitaram neste sábado a icônica estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, com sorrisos tão largos quanto seus braços estendidos, imitando a posição do Cristo ao posarem para as fotos.

Uma névoa clara suavizou a luz da tarde, dando aos atletas que vêm de experiências angustiantes um vislumbre celestial de uma das mais belas cidades do mundo, com suas praias de areia dourada, mar azul e o verde luxuriante da mata atlântica abaixo.

De pé na base da estátua, Yusra Mardini, um nadador que fugiu da guerra da Síria, disse que toda a equipe de refugiados está feliz por estar no Rio, “porque todos eles têm o mesmo sentimento forte sobre nunca desistir, e eles fizeram muito para chegar aqui".

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, cuja abertura ocorre na sexta-feira e segue até 21 de agosto, é o primeiro evento a incluir uma equipe inteiramente de refugiados, que inclui dez atletas de quatro países, que competirão sob a bandeira olímpica.

A equipe de seis homens e quatro mulheres inclui cinco atletas do Sudão do Sul, dois da Síria, dois da República Democrática do Congo e um da Etiópia.

Eles competirão na natação, judô e atletismo.