CBF busca autorização da Fifa para substituir Prass na Rio 2016

domingo, 31 de julho de 2016 10:23 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) corre contra o tempo para conseguir uma permissão da Fifa para chamar para a Rio 2016 um goleiro experiente para a vaga de Fernando Prass, que foi cortado nessa madrugada por causa de lesão no cotovelo.

Pelas regras dos Jogos Olímpicos, o Brasil precisa chamar um dos goleiros de uma pré-lista de 35 nomes apresentada ao Comitê Olímpico Internacional antes da convocação final dos 18 atletas selecionados pelo técnico Rogério Micale.

"Nós liberamos o Prass por conta da fratura no cotovelo e estamos consultando a Fifa para ver que decisão vamos tomar", disse de madrugada o coordenador da seleção olímpica, Erasmo Damiani.

Na pré-lista havia três goleiros: Alisson (Roma), Jean (Bahia) e Jordi (Vasco).

A escolha mais natural para a vaga de Prass seria a opção por Alisson, que vinha sendo titular com Dunga no time principal. Mas a CBF acha que a equipe Roma pode não querer liberar o atleta em cima da hora.

A entidade vai tentar uma autorização da Fifa para chamar um outro goleiro fora da pré-lista e acima dos 23 anos como era caso de Prass, que era um dos mais experientes da equipe.

No amistoso contra o Japão, em Goiânia, com vitória do Brasil por 2 a 0, o jovem Uilson foi titular, mas pesa contra ele a pouca experiência.

A CBF disse que tem até quarta-feira, véspera da estreia da equipe brasileira nos Jogos contra o time da África do Sul, para inscrever um novo goleiro para a vaga de Prass.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)