Seleção argentina de futebol espera estragar a festa do Brasil no Rio, diz técnico

terça-feira, 2 de agosto de 2016 19:34 BRT
 

Por Marcelo Andreotto

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A seleção olímpica de futebol da Argentina quer ganhar a medalha de ouro na Olimpíada do Rio para manter o ritmo de vitórias dos últimos anos, mas também para impedir que o Brasil, seu principal rival, conquiste o único título que lhe falta na modalidade, disse o técnico Julio Olarticoechea.

A Argentina, medalhista de ouro nos Jogos de Atenas 2004 e Pequim 2008, chegou ao Rio em meio a uma crise gigantesca na federação de futebol e com pouco tempo de preparação, diante a recusa de vários clubes para liberar seus jogadores para o torneio olímpico.

Mas Olarticocehea, campeão mundial na Copa de 1986 no México que foi apontado como técnico há poucas semanas, sonha em conquistar algo que parece muito complicado pela falta de preparação.

"Queremos estragar a festa do Brasil, seria lindo", disse Olarticoechea em entrevista coletiva nesta terça-feira. "Às vezes os sonhos se concretizam, nós vamos sonhar".

A Argentina estreia no futebol olímpico masculino da Rio 2016 contra Portugal, no fim de semana, e depois jogará com Argélia e Honduras pela primeira fase.

O ex-lateral disse que a Olimpíada é um momento incrível. "Se fosse multimilionário, passaria os Jogos assistindo às competições", acrescentou.

 
Olarticoechea concede entrevista em Buenos Aires. 7/7/2016. REUTERS/Marcos Brindicci