Equipe de remo britânica está "tão feliz quanto poderia" com qualidade da água no Rio

quarta-feira, 3 de agosto de 2016 16:44 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O diretor de performance do remo britânico disse que está satisfeito com a qualidade da água da Lagoa Rodrigo de Freitas, onde a disputa do remo acontecerá na Olimpíada do Rio.

Os comentários vieram após meses de debate sobre a qualidade da água do local, com alguns especialistas fazendo alertas sobre os níveis perigosos de poluição e bactérias.

A Reuters noticiou em junho que cientistas encontraram perigosas super bactérias resistentes a antibióticos nas praias do Rio de Janeiro que sediarão a maratona aquática e na Lagoa, onde as provas do remo começarão no sábado.

Mas o diretor de performance da equipe de remo britânica, David Tanner, disse que está confortável em relação à qualidade da água no local.

"Nós sabemos que se acontecer um grande evento climático, a qualidade da água pode piorar. Mas em condições normais, como agora, nós estamos tão felizes quanto poderíamos em relação à água", disse Tanner em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira.

"Dificilmente existe um lugar em que remamos que seja totalmente perfeito", acrescentou.

(Por Amy Tennery)