Brasil deve começar busca pelo ouro no futebol com Renato Augusto e quarteto ofensivo

quarta-feira, 3 de agosto de 2016 17:21 BRT
 

(Reuters) - O Brasil deve começar a caminhada rumo ao inédito ouro olímpico no futebol na quinta-feira, em Brasília, contra a África do Sul, com um quarteto ofensivo formado por Felipe Anderson, Neymar, Gabriel Jesus e Gabigol, afirmou o técnico Rogério Micale, que disse se considerar o integrante menos famoso do grupo brasileiro.

O treinador não confirmou a escalação do time para a estreia nos Jogos Rio 2016, mas disse que os treinos realizados antes da Olimpíada mostram claramente quais são suas intenções.

“Os indícios estão muito claros da equipe. Sempre fui muito claro”, disse Micale a jornalistas em Brasília.

O treinador confirmou o experiente goleiro Weverton, convocado em cima da hora após o corte de Fernando Prass por lesão, além da formação com um quarteto ofensivo.

“O Weverton é um goleiro que acompanhamos há tempoS e se enquadra no perfil que queremos. Além de ser um grande goleiro, ele tem eficiência com os pés”, afirmou.

O meio campista Renato Augusto, que não participou da preparação brasileira na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), e, começou no banco o amistoso com o Japão (Brasil 2 x 0), foi confirmado no meio-campo titular.

Caberá ao ex-jogador do Corinthians e ao volante Thiago Maia protegerem a defesa, enquanto Felipe Anderson, Gabriel Jesus, Gabigol e Neymar serão os homens de frente. Rafinha, do Barcelona, aparece como uma opção para a seleção brasileira no decorrer da partida.

“São jogadores extremamente conhecidos, o maior desconhecido é o treinador “, disse Micale, em tom leve e bem-humorado. “Os jogadores são de ponta, despontaram em seus times e tem um futuro promissor, sendo que alguns estão firmados no cenário nacional e internacional. Nosso torcedor pode esperar uma equipe de muita qualidade e um time equilibrado”, finalizou

O Brasil deve estrear com a África do Sul com a seguinte formação: Weverton; Zeca, Marquinhos, Rodrigo Caio e Douglas Santos; Thiago Maia, Renato Augusto e Felipe Anderson; Gabigol, Gabriel Jesus e Neymar.

(Por Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro)

 
Neymar, Gabigol e mais um jogador da seleção brasileira olímpica de futebol durante treino em Goiânia.  REUTERS/Ueslei Marcelino