3 de Agosto de 2016 / às 21:02 / um ano atrás

Surfe, skate e mais três novos esportes são confirmados na Olimpíada de Tóquio 2020

Surfista brasileiro Gabriel Medina durante competição em J-Bay, na África do Sul. 06/07/2016 WSL/Cestari

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Cinco novos esportes, incluindo surfe, skate e beisebol, serão disputados nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, após serem aprovados nesta quarta-feira em uma votação do Comitê Olímpico Internacional (COI), com o objetivo de renovar a programação da Olimpíada para atrair um público mais jovem.

O COI confirmou por unanimidade a decisão tomada por seu comitê executivo em junho, aprovando a inclusão de skate, escalada esportiva, caratê, surfe e beisebol/softebol, que devem representar um grande aumento de apoio local para a Olimpíada no Japão.

A sessão do COI no Rio de Janeiro, realizada dois dias antes da abertura da Olimpíada, aprovou a inclusão das novas modalidades apenas para a próxima edição dos Jogos.

"Isso ajudará a fazer os Jogos de Tóquio um dos Jogos mais inovadores da história", disse o vice-presidente do COI, John Coates.

O surfe, esporte que o Brasil conta com os dois últimos campeões mundiais (Gabriel Medina em 2014 e Adriano de Souza em 2015), terá 20 homens e 20 mulheres e será disputado no mar, provavelmente na região de Chiba.

"Esse é uma momento marcante de mudança para o surfe", disse o presidente da federação internacional da modalidade, Fernando Aguerre.

O skate, com dois eventos de rua e dois de pista envolvendo 40 competidores cada (20 homens e 20 mulheres), será em Tóquio.

Beisebol e softebol, que seriam disputados na cidade de Yokohama, terão uma competição envolvendo seis times cada. Os dois esportes estiveram pela última vez numa Olimpíada em Pequim 2008. Ainda não se sabe, no entanto, se o torneio de beisebol contará com os principais jogadores do mundo, que disputam a MLB nos Estados Unidos.

"A decisão histórica de hoje do COI é um 'home run' para as Olimpíadas, nossos esporte e os Jogos Tóquio 2020", disse o presidente da Confederação Mundial de Beisebol e Softebol, Riccardo Fraccari.

Como parte das amplas reformas iniciadas em 2014, os organizadores dos Jogos podem propor a inclusão de modalidades populares em seus países para ampliar o apelo popular e atrair mais patrocinadores, assim como uma geração mais jovem de fãs.

O caratê deve usar o "budokan" Nippon --casa das artes marciais do Japão--, enquanto a escalada esportiva, também em Tóquio, terá um total de 474 atletas para competir em cinco modalidades diferentes, entre homens e mulheres.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below