Boxeador marroquino é preso sob denúncia de estupro de camareiras na Vila Olímpica

sexta-feira, 5 de agosto de 2016 11:13 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O boxeador marroquino Hassan Saada foi preso sob acusação de estupro de duas camareiras da Vila Olímpica dos Jogos Rio 2016, informou a Polícia Civil nesta sexta-feira.

Saada, de 22 anos e da categoria meio-pesado, teria cometido as violações na quarta-feira, e a Justiça decretou sua prisão temporária por 15 dias depois que as funcionárias da Vila apresentaram denúncia em uma delegacia.

O boxeador já começaria a atuar na competição olímpica no fim de semana, e se não houver o relaxamento da detenção por parte das autoridades pode ficar de fora dos Jogos Olímpicos.

No início da semana um segurança do Parque Olímpico foi detido sob acusação de abuso sexual contra uma bombeira enquanto ela dormia em um alojamento do local. Segundo o Comitê Rio 2016, o segurança de uma empresa terceirizada foi demitido após o incidente.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)