Rio abre Olimpíada com homenagem a florestas, favelas e diversidade musical

sexta-feira, 5 de agosto de 2016 22:03 BRT
 

Por Mary Milliken e Caroline Stauffer

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Os Jogos Rio 2016 foram oficialmente abertos com uma homenagem às florestas brasileiras e à energia criativa da diversificada população do país, ao som de samba, bossa nova e funk, em uma festa de boas-vindas ao mundo, na noite desta sexta-feira, no estádio do Maracanã.

Em uma quebra de protocolo, o nome do líder do país anfitrião do evento não foi anunciado oficialmente no início da cerimônia, uma vez que o presidente interino Michel Temer pediu aos organizadores da festa para não ser apresentado para evitar ser vaiado pelo público, de acordo com uma fonte.

Atletas de destaque internacional, como o nadador norte-americano recordista de medalhas de ouro Michael Phelps e o tenista britânico Andy Murray, lideraram as delegações de seus respectivos países no desfile pelo estádio como porta-bandeiras.

A cerimônia de abertura, diante de um público de cerca de 50 mil pessoas, celebrou a cultura das favelas, sem esconder o cenário de desigualdade social presente na vida dos cariocas.

A história do Brasil também não foi escondida, da chegada dos portugueses em suas caravelas para conquistar a terra dos índios ao uso de escravos africanos por 400 anos. O confronto de culturas, como demonstrado pela cerimônia, é o que faz do Brasil o complexo mosaico que o país é.

A cerimônia também foi usada para chamar a atenção das 3 bilhões de pessoas assistindo ao evento pela televisão sobre a importância de se cuidar do planeta e das florestas que os europeus encontraram por aqui cinco séculos atrás.

Ao contrário das cerimônias de abertura de Pequim 2008 e Londres 2012, a cerimônia do Rio contou mais com o talento dos próprios artistas do país e seu reconhecido talento para grandes festas do que com altos investimentos em tecnologia.

Um simples desfile da top model Gisele Bundchen atravessando o campo do estádio ao som de Garoto de Ipanema foi ovacionado pelo público. Logo na abertura, o público também aplaudiu o sambista Paulinho da Viola cantando samba. Todos os artistas se apresentaram de graça.   Continuação...

 
Cerimônia de aberturta da Rio 2016. 05/08/2016.   REUTERS/Fabrizio Bensch