Sargento Wu leva prata no tiro esportivo, primeira medalha do Brasil na Rio 2016

sábado, 6 de agosto de 2016 16:59 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O atirador Felipe Wu, sargento do Exército brasileiro, conquistou a medalha de prata na prova de pistola de 10 metros de ar comprido neste sábado, o primeiro pódio do Brasil nos Jogos do Rio, que garantiu ao país não passar em branco no primeiro dia de disputa de medalhas da Olimpíada.

O paulistano Wu, de 24 anos, perdeu o ouro no último tiro para o vietnamita Vinh Xuan Hoang, que terminou a prova com pontuação 202,5, novo recorde olímpico da prova, contra 202,1 do brasileiro.

"Isto é a realização de um sonho, sempre sonhei com a medalha, não importava a cor", disse a jornalistas, após subir ao pódio. "Meu maior trabalho eu sabia que era passar para a final, e na final eu já estava mais tranquilo, parte da missão cumprida, e foi só aproveitar." Wu ainda participará de prova de pistola de 50 metros, no dia 10.

A medalha de bronze ficou com o chinês Wei Pang, com 180,4 pontos, na prova realizada no Centro Olímpico de Tiro, no complexo de Deodoro, uma instalação militar.

Wu era apontado como uma esperança de medalha pelo Comitê Olímpico do Brasil, depois de ter vencido duas etapas da Copa do Mundo este ano e de ter conquistado o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no ano passado.

Para chegar ao pódio ele conseguiu melhorar significativamente seu rendimento em relação ao Mundial de 2014 da modalidade, quando terminou apenas em 30o lugar.

O atirador faz parte do programa de incentivo ao esporte de alto rendimento das Forças Armadas, criado por ocasião dos Jogo Mundiais Militares do Rio de Janeiro em 2011 e que desde então ajuda a financiar centenas de atletas de elite do país.

Cerca de um terço dos 465 atletas que fazem parte da delegação olímpica do Brasil é de oficiais e sub-oficiais da Marinha, Exército e Aeronáutica.

(Por Maria Pia Palermo e Pedro Fonseca)

 
Wu leva prata, primeira medalha olímpica do Brasil na Rio 2016
 06/08/2016 REUTERS/Edgard Garrido