CURTAS-Mochilas ambulantes pelo Rio são dor de cabeça para forças de segurança

domingo, 7 de agosto de 2016 14:42 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Mochilas ambulantes que têm aparecido em diversos pontos da cidade vêm dando dor de cabeça para as autoridades de segurança dos Jogos do Rio desde o começo do período olímpico, diante da preocupação com a possibilidade de uma ameaça de bomba.

Neste domingo, a Avenida das Américas, a principal da Barra da Tijuca, foi parcialmente fechada devido a uma mala abandonada em uma estação do sistema de ônibus expresso BRT. O esquadrão antibombas foi acionado e os agentes adotaram o protocolo de detonação. A ameaça não foi confirmada, segundo a Polícia Federal.

No sábado foram três casos de bolsas suspeitas, e uma mala abandonada foi detonada em Copacabana perto do percurso da prova de ciclismo de estrada, também sem que a ameaça fosse confirmada.

"FORA TEMER" ESTÁ PROIBIDO

Um torcedor que levantou um placa com a inscrição "Fora Temer" foi retirado da plateia que acompanhava no sábado uma prova de tiro com arco no Sambódromo. O homem, que estava com a família e amigos, foi retirado do local por homens da Força Nacional de Segurança.

Uma lei federal proíbe manifestações políticas e religiosas nas arenas olímpicas para não afetar o clima de harmonia e o espírito olímpico.

BRANDÃO BRASILEIRO ASSALTA BRANDÃO PORTUGUÊS   Continuação...