Érika Miranda perde disputa pela medalha de bronze no judô na Rio 2016

domingo, 7 de agosto de 2016 18:08 BRT
 

Por Tatiana Ramil

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A judoca Érika Miranda perdeu a disputa pela medalha de bronze nos Jogos Rio 2016 para a japonesa Misato Nakamura, neste domingo, o segundo dia de competições do judô em que o Brasil fica sem medalha.

A luta foi muito equilibrada e acabou decidida no golden score, quando a japonesa conseguiu um golpe.

Érika ganhou o direito de disputar a medalha de bronze após uma luta sensacional na repescagem. Ela perdia por um wazari para a romena Andreea Chitu, quando, empurrada pela torcida que começou a gritar "eu acredito", encaixou um lindo golpe e venceu por ippon, deixando os torcedores em êxtase na Arena Carioca 2.

Vice-campeã mundial em 2013, Érika poderia ter tido resultado melhor nos Jogos do Rio.

A judoca da categoria 52kg ficou fora da disputa pelo ouro ao ser derrotada pela chinesa Ma Yingnan nas quartas de final, resultado que a mandou para repescagem.

A brasileira vencia a chinesa, que tinha uma punição, até o final da luta. Mas, com menos de 30 segundos para o fim, levou um contragolpe e acabou derrotada por um wazari.

Na primeira luta, Érika conseguiu uma imobilização contra a tunisiana Hela Ayari para vencer por ippon.

Érika ganhou os Jogos Pan-Americanos do ano passado e era uma forte candidata a ser a primeira brasileira a conquistar uma medalha nos Jogos do Rio.

O judô do Brasil não conquistou nenhum pódio no primeiro dia de disputa, no sábado, com Sarah Menezes e Felipe Kitadai perdendo na repescagem. Neste domingo, Charles Chibana foi eliminado logo na primeira luta, após perder para o japonês Masashi Ebinuma, tricampeão mundial.

 
Judoca brasileira Erika Miranda (de branco) durante luta pela medalha de bronze contra a japonesa Misato Nakamura na Rio 2016
07/08/2016 REUTERS/Toru Hanai