Respostas e garantias são exigidas depois de incidente com bala perdida no Rio

domingo, 7 de agosto de 2016 18:25 BRT
 

Por Ossian Shine e Caroline Stauffer

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Organizadores do evento de hipismo da Olimpíada Rio 2016 exigiram neste domingo respostas dos chefes dos Jogos e garantias de segurança, depois que uma bala perdida cortou um teto de plástico no centro de competições, um dia antes.

"Obviamente, esta é uma situação preocupante e não é um incidente que podemos relevar, porque a segurança de todos na nossa arena - atletas, cavalos, imprensa e público - é de suma importância", disse Ingmar De Vos, o presidente da Federação Internacional de Hipismo (FEI, na sigla em inglês).

A arena não foi alvo de nada, segundo os organizadores locais, que citaram o Exército brasileiro, a Polícia Civil e a Força Nacional.

"Essas autoridades estão conduzindo uma completa investigação sobre o assunto e asseguraram o Comitê Organizador que reforçaram a segurança em volta e dentro da arena de hipismo", disse De Vos.

"A FEI está monitorando ativamente a situação e pedimos confirmação sobre as medidas que foram impostas para assegurar que isso não acontecerá novamente."

A arena do hipismo é localizada próxima a um complexo militar, o que motivou especulações de que a bala pode ter vindo do stand de tiro. Essa possibilidade, no entanto, foi negada pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann.