Brasil termina em 6º na final por equipes da ginástica masculina; Japão leva o ouro

segunda-feira, 8 de agosto de 2016 19:30 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A equipe de ginástica artística masculina do Brasil terminou em sexto lugar em sua primeira aparição em uma final de Jogos Olímpicos, em uma prova vencida pelo franco favorito Japão, nesta segunda-feira, com Rússia e China completando o pódio na Arena Olímpica do Rio.

O time brasileiro terminou a primeira de seis rotações entre os aparelhos na terceiro colocação, empurrado pelo bom desempenho do atual campeão olímpico Arthur Zanetti nas argolas, mas não conseguiu se manter na região de medalha nas apresentações seguintes.

Depois de passar pelo salto, o time brasileiro caiu para quarto, sendo ultrapassado pela Grã-Bretanha, e qualquer esperança de medalha chegou ao fim quando o Brasil se apresentou no solo. Sergio Sasaki levou um tombo logo no primeiro movimento, e o Brasil caiu para sexto.

A equipe da casa fechou a prova com a pontuação de 263.729, ante 274.094 dos japoneses, que conquistaram o título. A Rússia levou a prata com 271.453 e os chineses fizeram 271.122. Grã-Bretanha e EUA ficaram em quarto e quinto.

Mesmo sem medalha, os ginastas brasileiros foram muito aplaudidos pelo público na Arena Olímpica do Rio, em reconhecimento pela presença na final por equipes logo na primeira vez que o país classificou uma equipe masculina completa para a Olimpíada.

Além da inédita final por equipes, os ginastas do Brasil ainda disputarão cinco finais em provas individuais, com destaque para Zanetti nas argolas, em busca do bicampeonato olímpico, e para o bicampeão mundial Diego Hypólito no solo.

Também brigarão por medalhas Arthur Nory (solo), Francisco Barreto (barra fixa) e Sérgio Sasaki (individual geral).

O Brasil também lutará por medalhas na ginástica feminina, tanto na prova por equipes, na terça-feira, como nas individuais com Rebeca Andrade (individuaL geral) e Flávia Saraiva (trave e individual geral).

(Reportagem adicional de Pritha Sarkar)

 
Ginasta brasileiro Arthur Zanetti durante Jogos Rio 2016
06/08/2016 REUTERS/Dylan Martinez