Rivalidade Brasil x Argentina acaba em pancadaria e expulsão na arquibancada do tênis

segunda-feira, 8 de agosto de 2016 20:17 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A rivalidade das torcidas de Brasil e Argentina levou dois torcedores às vias de fato durante partida de tênis entre o argentino Juan Martín Del Potro e o português João Sousa na quadra central do Complexo Olímpico de Tênis, nesta segunda-feira.

Com o apoio em peso da torcida brasileira ao tenista português, inclusive com muitas vaias a Del Potro e a qualquer tentativa da torcida argentina de incentivar seu tenista, o clima esquentou quando um argentino se levantou para tirar satisfações com um brasileiro.

Após trocarem provocações, os dois se socaram, sem que ninguém da segurança ou da organização se aproximasse para intervir. Somente após alguns minutos homens da Força Nacional de Segurança chegaram ao local e retiraram os dois brigões da arquibancada.

Enquanto a briga rolava, a partida precisou ser interrompida, e os dois tenistas ficaram observando a confusão de dentro de quadra.

"Espero que esse tipo de incidentes não volte a acontecer, porque aqui tem que se aproveitar o jogo, isso não é futebol", disse depois da partida Del Potro, que venceu o confronto apesar da torcida contra e agora enfrentará o japonês Taro Daniel.

O torcedor argentino foi escoltado para fora sob vaias, após gritos de "expulsa" por parte dos torcedores brasileiros, em ampla maioria nas arquibancadas da quadra central.

Atletas e equipes da Argentina têm sido os principais alvos das vaias e provocações da torcida brasileira nos Jogos do Rio, em todas as modalidades.

Durante jogo de futebol no Estádio Olímpico no domingo entre Argentina e Argélia, a equipe argentina foi insistentemente vaiada pelo público, e uma música criada na Copa do Mundo de 2014 que exalta Pelé e critica Maradona foi cantada a plenos pulmões.

(Reportagem adicional de Marcelo Androetto)

 
Del Potro joga munhequera para torcia
8/8/201 P. Scott-USA TODAY Sports