Ônibus da Rio 2016 foi atacado com pedras, diz chefe de segurança

quarta-feira, 10 de agosto de 2016 12:12 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ônibus de mídia dos Jogos Rio 2016 alvejado na noite de terça-feira foi atacado com pedras, quebrando janelas e ferindo levemente duas pessoas, disse nesta quarta-feira o chefe de segurança da organização da Olimpíada, Luiz Fernando Corrêa.

Havia 12 passageiros no ônibus que voltava do complexo de Deodoro para o Parque Olímpico da Barra quando pedras atingiram os vidros, segundo Corrêa. Testemunhas no ônibus disseram à Reuters após o incidente que ouviram o som de tiros.

Mas, de acordo com uma fonte da área de segurança ouvida pela Reuters, uma perícia preliminar apontou que o veículo foi atingido por três pedradas, e não tiros. Jornalistas estrangeiros que estavam no veículo ficaram assustados e se jogaram no chão.

“O RO (registro de ocorrência) foi registrado como pedrada. Três pedras teriam atingido o ônibus e a perícia preliminar mostra que seriam pedras”, disse a fonte.

“(Se fosse arma de fogo) com a energia que atingiu a janela, teria atingido umas pessoas ou outra janela e se encontraria fragmento ou cápsula. E nada disso foi encontrado", acrescentou a fonte.

A perícia aponta ainda que se o veículo fosse atingido por tiros o estrago seria maior.

“A pedra bate na janela e ricocheteia e vai embora. Um tiro de revólver, pistola e fuzil deixa fragmento. A perícia preliminar indica que foi pedrada”, disse.

DEODORO   Continuação...

 
Janela quebrada em ônibus da Rio 2016 que saía do complexo de Deodoro para a Barra da Tijuca.    09/08/2016       REUTERS/Shannon Stapleton