Brasil e Argentina lançam ação para apaziguar torcidas e evitar brigas na Rio 2016

quarta-feira, 10 de agosto de 2016 16:24 BRT
 

RIO DE JANEIRIO (Reuters) - Os governos de Brasil e Argentina querem que os jogadores de basquete masculino dos dois países entrem com as bandeiras trocadas em disputas na Olimpíada para tentar fortalecer a união entre os vizinhdois e evitar novos conflitos de torcedores dos dois lados durantes os Jogos do Rio.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira por representantes da área de esportes dos dois países que manifestaram preocupação com os incidentes registrados em arenas dos Jogos de 2016.

“Estamos estudando se é legal, se pode. Estamos fazendo uma consulta ao COI (Comitê Olímpico Internacional)", disse o ex-nadador Luiz Lima, secretário de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, do Brasil.

A iniciativa foi sugerida, segundo ele, pelo governo argentino, que ficou preocupado com tumultos registrados entre torcedores dos dois países na Olimpíada. No jogo de basquete entre Brasil e Argentina os dois times tentarão entrar com bandeiras trocadas, uma iniciativa pode ser levada para outros esportes durante os Jogos.

As autoridades também lançaram uma campanha para tentar aproximar as duas torcidas: Abrace uma amigo argentino e um amigo brasileiro.

Outras iniciativas serão feitas para aproximar os torcedores dos dois países, como uma campanha em rede social e fotos de atletas dos dois países juntos e com as bandeiras trocadas.

"Vivemos um momento tão especial e não queremos que as confusões façam que esse tema não seja tão especial", disse Lima.

Em uma partida de tênis, dois torcedores, um brasileiro e um argentino, brigaram e tiveram que ser contidos pela Força Nacional de Segurança. "Defendo a exclusão desse torcedores (que brigam) de todo o evento, não só do jogo ou da partida", acrescentou Lima.

O subsecretário de Esporte da Argentina, Carlos Mac Allister, destacou que brasileiros e argentinos sempre foram rivais, mas nunca inimigos. O argentino ponderou que a rivalidade se acirrou depois da Copa do Mundo de futebol de 2014, quando a seleção do Brasil foi derrotada na seminfinal e os argentinos conseguiram chegar à inal.   Continuação...

 
Jogo Brasil x Argentina de rúgbi. 10/08/2016 REUTERS/Phil Noble