Seleção brasileira desencanta contra Dinamarca e se classifica na Rio 2016

quinta-feira, 11 de agosto de 2016 00:05 BRT
 

(Reuters) - A seleção brasileira de futebol enfim conquistou sua primeira vitória nos Jogos do Rio de Janeiro, uma goleada de 4 x 0 sobre a Dinamarca nesta quarta-feira, e se classificou às quartas de final para enfrentar a Colômbia.

Depois de dois empates sem gols contra África do Sul e Iraque, o Brasil venceu com gols de Gabriel (dois), Gabriel Jesus e Luan, e saiu de campo aplaudido pela torcida em Salvador, diferentemente das vaias ouvidas nos dois primeiros jogos, em Brasília.

A classificação para as quartas de final é um alívio para a seleção treinada por Rogério Micale, que busca no Rio a primeira medalha de ouro olímpica no futebol.

Com Luan na vaga de Felipe Anderson e Walace no lugar de Thiago Maia, suspenso, o time brasileiro não teve dificuldades contra os dinamarqueses, que não tiveram nenhuma chance clara de gol e, mesmo com a derrota, se classificaram para as quartas. Os outros times do grupo, África do Sul e Iraque, empataram em 1 x 1 e foram eliminados.

O capitão Neymar, muito criticado após os dois primeiros jogos, comandou as ações do Brasil, principalmente com bons passes.

Aos 24 minutos, o atacante enfiou boa bola para Gabriel Jesus, que tocou para fora, desperdiçando boa chance. Dois minutos depois, o lateral Douglas Santos cruzou da esquerda e Gabriel completou para o gol da segunda trave, com um toque de canhota, abrindo o placar para o Brasil.

Aos 40 minutos, Gabriel Jesus ampliou ao chutar de primeira num cruzamento de Luan da direita.

No segundo tempo os brasileiros continuaram dominando o jogo e marcaram o terceiro logo aos 5 minutos, quando Neymar deu bom passe para Douglas Santos, que tocou para Luan completar para o gol.

O quarto gol foi marcado de novo por Gabriel, aos 35 minutos, ao chutar de dentro da área após jogada iniciada por Neymar.

O Brasil enfrentará a Colômbia na Arena Corinthians, em São Paulo, no sábado, em busca de uma vaga na semifinal.

(Por Tatiana Ramil, no Rio de Janeiro)

 
Jogadores da seleção brasileira comemoram com a torcida em Salvador. 10/08/2016 REUTERS/Fernando Donasci