Novatos e veteranos brilham em noite de provas de natação da Rio 2016

quinta-feira, 11 de agosto de 2016 11:00 BRT
 

Por Alan Baldwin

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Nadadores que estrearam com vitória na Olimpíada, como o adolescente australiano Kyle Chalmers nos 100 metros estilo livre, ficaram com três dos quatro ouros nas piscinas do Rio do Janeiro na quarta-feira, mas não houve quem parasse Katie Ledecky.

Em uma noite de novidades na qual Mireia Belmonte se tornou a primeira mulher medalhista de ouro da Espanha na natação e Dmitry Balandin conquistou a primeira medalha e o primeiro título do Cazaquistão no esporte em uma Olimpíada, Ledecky, verdadeiro fenômeno do estilo livre, foi um exemplo de consistência.

Nadando a última etapa do revezamento 4x200 metros estilo livre, a norte-americana tomou a dianteira das australianas e conquistou seu terceiro ouro na Rio 2016.

A ocasião também rendeu a Missy Franklin, sensação dos Jogos de Londres, em 2012, seu primeiro ouro nos Jogos na equipe preliminar, mas não uma presença na final.

"Acho que estava preparada para qualquer circunstância, quer estivéssemos na frente ou atrás. Eu sabia que estas três garotas iriam me deixar em uma boa posição para finalizar e sabia que era capaz disso", disse Ledecky.

"É muito fácil ir e nadar rápido quando você está nadando para três outras pessoas."

O novato olímpico Chalmers também nadou rápido, eclipsando o colega de equipe Cameron McEvoy e levando sua primeira medalha de ouro individual depois de garantir um bronze no revezamento 4x100 metros estilo livre, no domingo.

Em sétimo lugar na virada, Chalmers disparou nos 50 metros finais e se tornou o primeiro nadador australiano a vencer a prova desde Mike Wenden nos Jogos da Cidade do México, em 1968.   Continuação...

 
Australiano Kyle Chalmers após conquista do ouro nos 100 metros estilo livre.    10/08/2016       REUTERS/Marcos Brindicci