Phelps se diz pronto para parar

sábado, 13 de agosto de 2016 12:47 BRT
 

Por Alan Baldwin

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Não é não. Não adianta seus colegas tentar convencê-lo, nem que os fãs implorem. Michael Phelps diz que está irredutível quanto ao plano de largar a natação após os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

O nadador norte-americano deixou isso muito claro na sexta-feira, após ganhar sua 27ª medalha de prata em Olimpíadas, um triplo empate pela prata nos 100 m borboleta, junto com o sul-africano Chad le Clos e o húngaro Laszlo Cseh.

“Não”, respondeu Phelps sobre as chances de continuar nadando antes mesmo que a pergunta saísse da boca dos jornalistas. Vários outros “nãos” vieram sem seguida.

“Acabou. O Chad (le Clos) me perguntou na área do pódio e os Dwyers (família do nadador norte-americano Conor Dwyer) estavam gritando 'quatro anos mais'”, contou o nadador.

“Eles fizeram a mesma coisa em Londres. Os caras do revezamento 4x200 m livre gritaram quatro anos mais. Não, eu NÃO vou nadar quatro anos mais”, disse. “Mantenho minha posição.”

“Fui capaz de fazer tudo o que queria neste esporte. São 24 anos de natação. Estou feliz em ver como tudo terminou.”

Em 2012, Phelps teve a sua primeira aposentadoria em Londres, mas voltou para mais um ciclo olímpico com o objetivo de dar à sua carreira o fim que ele desejava. Isso significava reconquistar o título nos 200 m borboleta, prova na qual disputou sua primeira Olimpíada, em Sydney 2000, e que lhe deu seu primeiro título e recorde mundiais, em 2001. Em Londres, Phelps perdeu essa prova na batida de mão para Le Clos.

Até agora, ele já ganhou quatro ouros e uma prata no Rio, chegando a incríveis 22 ouros. Ele ainda tem o revezamento 4x100 m medley neste sábado, mas a prova de sexta foi a sua última individual.   Continuação...

 
Michael Phelps com medalaha dos 4 x 200m livre
REUTERS/Dominic Ebenbichler