Registros de Stepanova na Agência Mundial Antidoping são acessados ilegalmente

sábado, 13 de agosto de 2016 15:40 BRT
 

Por Karolos Grohmann

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A conta da corredora russa que delatou o esquema de doping do país, Yulia Stepanova, na Agência Mundial Antidoping (Wada) foi acessada ilegalmente, informou o órgão neste sábado.

A entidade afirmou que um “criminoso” obteve ilegalmente a senha da meio-fundista e acessou detalhes que normalmente incluem o paradeiro da atleta.

“A Agência Mundial Antidoping confirma que a senha de Yulia Stepanova no sistema de administração e gerenciamento da Wada (Adams) foi ilegalmente obtida, o que permitiu que um criminoso acessasse a conta dela no Adams”, informou o órgão.

Stepanova, que vive escondida na América do Norte, teve que fugir da Rússia com seu marido após revelar o programa de doping com o apoio do governo russo.

Como resultado do vazamento, a seleção russa de atletismo foi inteiramente banida dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, enquanto os russos de outros esportes tiveram que provar que estavam limpos e cumprir vários requisitos para competir.

“A agência notou que alguém, que não a senhora Stepanova, acessou sua conta. A Wada imediatamente bloqueou a conta da senhora Stepanova para evitar outros acessos e a notificou sobre a situação”, informou a agência.

“Uma investigação subsequente da Wada foi suficiente para que a agência determinasse que a conta de nenhum outro atleta no Adams foi acessada.”

Todos os esportistas precisam inserir seus dados no Adams e registrar tempo e local de cada dia em que eles podem ser submetidos a testes surpresa de doping.   Continuação...

 
Yulia Stepanova compete em Amsterdã.  6/7/16.  REUTERS/Michael Kooren