De piscinas verdes a plataforma destruída, Rio 2016 continua enfrentando problemas

sábado, 13 de agosto de 2016 18:35 BRT
 

Por Daniel Flynn

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Os organizadores dos Jogos Olímpicos do Rio entraram na segunda metade da competição neste sábado ainda enfrentando uma série de problemas, das piscinas verdes no Parque Aquático Maria Lenk a atletas sendo levados para um local de competição errado e a destruição de uma plataforma de largada das provas de maratona aquática pela ressaca no mar.

A dificuldade para fazer a piscina de saltos ornamentais voltar à coloração azul irritou técnicos e competidores depois de vários produtos químicos terem sido usados para combater a coloração verde que tomou conta da água na terça-feira.

A Fina, entidade internacional que comanda os esportes aquáticos, culpou a organização por não fazer tratamento suficiente na água depois que os tanques no Maria Lenk ficaram sem produtos químicos suficientes.

A organização usou mais cloro, que torna a água azul, na esperança de repetir o tratamento que deu certo na piscina de polo aquático, que também tinha ficado verde. A piscina de saltos, contudo, não respondeu ao tratamento, e os jogadores de polo reclamaram de olhos ardendo.

O diretor de Comunicação do Comitê Rio 2016, Mario Andrada, disse que os organizadores estão aumentando os esforços neste sábado. Ainda há mais uma semana de competição nos saltos ornamentais, que se encerra somente no próximo sábado.

“Vamos agora para um método mais radical com a água. Parte da água na piscina principal será substituída à noite”, disse Andrada, que havia dito que o problema seria solucionado na quarta-feira.

Segundo os organizadores, o problema foi causado por um despejo inesperado nas piscinas de peróxido de hidrogênio por parte de uma empresa terceirizada, o que neutralizou o cloro e deixou a água verde.

O diretor da Rio 2016 também informou que um grupo de nadadores quase perdeu suas provas na sexta à noite depois que um motorista de ônibus que deveria levá-los para a piscina olímpica confundiu a abreviação do local e os encaminhou para o estádio de atletismo, no outro lado da cidade.   Continuação...

 
Piscina de polo aquático da Rio 2016 com água verde. 10/08/2016 REUTERS/Laszlo Balogh