Única representante do atletismo russo no Rio, Klishina é suspensa da Olimpíada

sábado, 13 de agosto de 2016 19:30 BRT
 

Por Karolos Grohmann e Jack Stubbs

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A única competidora da Rússia no atletismo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Darya Klishina, foi suspensa da competição, anunciou neste sábado a Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf).

A exceção ao banimento dos atletas russos devido às acusações de um programa de doping apoiado pelo governo foi dada à atleta do salto em distância após ela ter provado que não estava envolvida no sistema e passado por exames antidoping fora do país.

Klishina insistiu nas redes sociais que era limpa e disse que a decisão, da qual ela recorre na Corte Arbitral do Esporte, era política.

“A situação de Darya Klishina parece ser uma zombaria cínica de uma atleta russa pela Iaaf”, disse o presidente do Comitê Olímpico Russo, Alexander Zhukov.

Uma fonte com acesso aos procedimentos disse, sem querer se identificar, que Klishina foi suspensa depois que novas evidências surgiram em relação ao Relatório McLaren da Agência Mundial Antidoping (Wada).

“Retiramos a elegibilidade excepcional dada à atleta para que ela disputasse competições internacionais, baseada em novas informações que recebemos”, disse uma autoridade do COI à Reuters.

“Essa informação foi passada a ela na semana passada. Confirmamos que a atleta está questionando a decisão na CAS”, afirmou a autoridade.

A decisão da corte deve sair no domingo ou na segunda-feira.   Continuação...

 
Klishina compete em Pequim. 27/8/2015. REUTERS/Phil Noble