Ginasta Flávia Saraiva fica em 5° na trave; holandesa supera Simone Biles

segunda-feira, 15 de agosto de 2016 17:08 BRT
 

Por Tatiana Ramil

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Flávia Saraiva ficou em 5º lugar na prova da trave dos Jogos do Rio nesta segunda-feira, o que mantém a ginástica artística feminina do Brasil sem medalha olímpica, enquanto os homens somam quatro pódios, três deles no Rio.

Flávia teve nota 14.533 devido a um desequilíbrio em sua série, assim como a ginasta fenômeno dos Estados Unidos, Simone Biles, que terminou com o bronze na prova, com 14.733, após cometer erros.

Biles conquistou três medalhas de ouro na Olimpíada do Rio, ao vencer a final do salto, o individual geral e a competição por equipes, mas ela buscava cinco títulos no Rio. Ela disputará na terça-feira a final do solo.

O ouro ficou com a holandesa Sanne Wevers, com 15.466, seguida pela norte-americana Lauren Hernandez, que obteve 15.333 e levou a prata.

Wevers se tornou a primeira ginasta holandesa a conquistar ouro em uma prova individual, com um desempenho correto na trave. O único título holandês entre as mulheres foi na competição por equipes em 1928.

Se tivesse mantido sua nota de classificação, 15.133, a brasileira Flávia, que foi última a competir, teria ido ao pódio.

Mais cedo nesta segunda, Arthur Zanetti ganhou medalha de prata na prova das argolas, na qual foi campeão em Londres 2012. Foi a terceira medalha dos ginastas brasileiros na Rio 2016, após a prata de Diego Hypólito e o bronze de Arthur Nory, ambos no solo.

 
A atleta brasileira Flávia Saraiva compete durante a final da trave nos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, Brasil
15/08/2016
REUTERS/Marko Djurica