Após goleada na 1ª fase, Marta alerta para jogo difícil contra Suécia na semifinal

segunda-feira, 15 de agosto de 2016 19:20 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A meia-atacante Marta previu nesta segunda-feira um jogo mais difícil da seleção contra a Suécia, pela semifinal da Rio 2016 no Maracanã, depois da goleada brasileira sobre as suecas por 5 x 1 na fase de grupos.

“É um outro jogo, a postura é diferente, é mata-mata. Agora é matar ou morrer”, disse a camisa 10 do Brasil, eleita por cinco vezes a melhor jogadora do mundo. “Não podemos cair na armadilha de achar que vai ser fácil”, completou ela, que joga na Suécia.

O técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, também não espera nova goleada no duelo. “As pessoas têm que entender que o 5 x 1 foi um resultado atípico”, declarou o treinador do Brasil.

Marta espera que o Brasil possa chegar à final e conquiste a medalha de ouro inédita, para que assim o futebol feminino seja valorizado no Brasil.

“Esperamos que o apoio ao futebol feminino não pare por aqui na Olimpíada. Que continue. Dá para fazer um projeto bacana e fazer isso. Precisamos de um campeonato de alto nível, chance para as jogadores atuarem”, declarou.

O discurso da jogadora encontrou apoio no grupo. “O ouro pode mudar a nossa modalidade e melhorar o futebol feminino. O feminino foi falado só nas Olimpíadas, queremos que seja o tempo todo”, disse Andressa Alves.

Marta entrará em campo na terça-feira “um pouco resfriada”, mas nada que impeça uma boa atuação, segundo ela. O Brasil pode ter ainda mais duas baixas: a atacante Cristiane, que se machucou na primeira fase, e a lateral Fabiana.

“A Fabiana tem poucas chances de jogar e não podemos dizer que a Cristiane está 100 por cento”, afirmou Vadão.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

 
Marta em jogo contra a Austrália.  12/08/2016.   REUTERS/Mariana Bazo