Campeão do salto com vara, Thiago Braz vê em técnico ucraniano pai que não teve

terça-feira, 16 de agosto de 2016 17:19 BRT
 

Por Caio Saad

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Para o campeão e novo recordista olímpico do salto com vara, Thiago Braz, o técnico ucraniano Vitaly Petrov, que já treinou as lendas da modalidade Sergei Bubka e Yelena Isinbayeva, é a figura paterna que faltava em sua vida.

Criado pelos avós, Thiago teve no tio praticante de decatlo um motivador para iniciar as práticas esportivas, mas a figura paterna chegou com o renomado treinador.

"Vivo com meus avós desde os 2 anos de idade. Meus pais eram muito jovens quando me tiveram. Eles brigavam bastante, não sei da realidade por completo, mas fui morar com meus avós e eles foram parte fundamental na minha vida", disse o saltador em entrevista coletiva na Casa do Time do Brasil, poucas horas após superar o recordista mundial Renaud Lavillenie, da França, para levar o ouro olímpico no Rio.

“Como tenho um pai no céu, tenho um pai na terra, que é meu técnico. Ele tem me ajudado muito, foi ele que confiou que eu podia saltar alto. Ele foi a peça fundamental para ganhar a medalha”, acrescentou o atleta, que é religioso.

O salto de 6,03 metros na final olímpica, o melhor da carreira do paulista de 22 anos, é motivo de orgulho para o treinador, que revelou ser bastante duro com o brasileiro nos treinamentos.

“Não adianta só treinar e ir para casa, preciso ser um pouco pai, um pouco ditador, um pouco amigo. É o que tenho feito nos últimos meses”, disse Petrov, de 78 anos, que no ano passado convidou Thiago para se mudar para a Itália e treinar na cidade de Fórmia.

“Todo atleta que vem para mim sabe que não é fácil treinar comigo, mas ele traçou o objetivo de aguentar o treino para alcançar o objetivo que tinha”.

A meta de ambos era conquistar no mínimo a medalha de bronze, mas ao perceber uma possível medalha de prata, a tática foi alterada para tentar a glória e Thiago forçou um salto mais alto do que já havia realizado.   Continuação...

 
Novo campeão olímpico do salto com vara, Thiago Braz. 15/08/2016 REUTERS/Dominic Ebenbichler