August 17, 2016 / 9:17 PM / in a year

CURTAS-Neymar marca dois em goleada contra Honduras mas é vaiado, pela imprensa

3 Min, DE LEITURA

Neymar comemora vitória sobre Honduras 17/08/2016.Leonhard Foeger

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O atacante Neymar manteve o silêncio absoluto na Olimpíada do Rio e mais uma vez evitou entrevistas após a goleada do Brasil sobre Honduras pela semifinal da Olimpíada Rio 2016, e dessa vez ouviu uma vaia de parte dos jornalistas que aguardavam para falar com o capitão da seleção

O jogador foi abordado por jornalistas de todo o mundo que o aguardavam na área de entrevistas do Maracanã, mas passou distribuindo um silencioso sorriso e alguns acenos.

Alguns jornalistas estrangeiros, inconformados com a decisão do jogador de não parar para conversar com a imprensa, lideraram uma vaia contra o atleta do Barcelona, que manteve o sorriso amarelo.

Neymar tem evitado a imprensa nessa Olimpíada desde que passou a ser cobrado por suas atitudes dentro e fora dos gramados. Em campo, nesta quarta, ele marcou dois gols na goleada de 6 x 0 sobre Honduras, incluindo o primeiro, aos 14 segundos de partida, o mais rápido da história dos Jogos Olímpicos.

Mulheres Em Alta

Embora a seleção feminina de futebol não tenha mais chances de conquistar a medalha de ouro nos Jogos Rio 2016, as jogadoras do Brasil podem ao menos se contentar em ter ganho o posto mais alto no pódio no coração da torcida.

A derrota nos pênaltis para a Suécia na semifinal da Olimpíada no Maracanã foi acompanhada por mais 70 mil torcedores nas arquibancadas do estádio, e muitas pessoas tiveram dificuldade de entrar no estádio para assistir a Marta e companhia, algumas conseguindo chegar ao seu lugar somente no intervalo.

Nesta quarta, por outro lado, o time masculino fez um jogo mais tranquilo, em todos os sentidos. A vaga na final olímpica foi assegurada com facilidade sobre Honduras diante de 52.457 espectadores no Maracanã. A chegada ao estádio também foi menos tumultuada e as filas para entrar no Maracanã andavam bem mais rápido que na véspera.

Tem Sempre a Primeira Vez

Além da derrota por goleada diante do Brasil, o técnico da seleção de Honduras, Jorge Luís Pinto, tinha outro motivo para lamentar após o que chamou de atuação "desastrosa" de sua equipe, uma marca pessoal bastante desagradável.

O técnico colombiano disse que, em 32 anos de carreira como treinador, nunca levou seis gols em uma partida.

"Trinta e dois anos dirigindo equipes jamais sofri seis gols e isso foi acontecer aqui no Maracanã", disse o treinador em entrevista coletiva após a partida.

"Foi uma apresentação desastrosa. Os erros que aconteceram foram maiúsculos. Há que se reconhecer também que o Brasil jogou bem", disse, acrescentando que buscará recuperar seus jogadores para a decisão da medalha de bronze, quando terão pela frente a Nigéria.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below