LeBron James diz invejar seleção de basquete dos EUA na Rio 2016

quinta-feira, 18 de agosto de 2016 10:22 BRT
 

(Reuters) - LeBron James optou por não jogar com a seleção de basquete dos Estados Unidos na Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016, mas o maior jogador de sua geração disse sentir falta do palco olímpico e deixou a porta aberta para uma eventual participação nos Jogos de Tóquio 2020.

LeBron, que decidiu não atuar naquela que teria sido sua quarta Olimpíada depois de levar o Cleveland Cavaliers à conquista de um título na NBA em junho, disse em uma entrevista à rede ESPN estar de olho em seus colegas de equipe na Rio 2016.

"Toda vez que os assisto, queria estar lá", confessou o bicampeão olímpico. "Não me aposentei da seleção norte-americana. Só não joguei desta vez. Então deixei a porta aberta."

Os EUA chegaram à semifinal do torneio masculino da Rio 2016 ao derrotar a Argentina por 105 a 78 na quarta-feira.

Depois de ajudar o Cleveland a conseguir uma virada histórica saindo de um desvantagem de 3 jogos a 1 na decisão de melhor de sete partidas da NBA e conquistar a taça, LeBron, que chegou à final em todas as últimas seis temporadas, disse que precisava de um descanso.

LeBron se uniu à seleção dos EUA nos Jogos de Atenas de 2004, quando o time ficou com a medalha de bronze. Ele voltou e ajudou seu país a conquistar o ouro em 2008 e 2012.

Caso volte a jogar pela equipe norte-americana, o vencedor de quatro prêmios de Jogador Mais Valioso da NBA estará com 35 anos nos Jogos de Tóquio.

(Por Larry Fine em Nova York)

 
LeBron James dá entrevista coletiva após partida em Cleveland
16/06/2016 REUTTERS/David Richard-USA TODAY Sports