Nadadores dos EUA danificaram posto de gasolina no Rio e discutiram com segurança

quinta-feira, 18 de agosto de 2016 13:28 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Quatro nadadores olímpicos dos EUA causaram danos em um posto de gasolina e se envolveram em uma discussão com seguranças que exigiram que eles pagassem pelos danos, disse uma fonte de segurança nesta quinta-feira, gerando dúvidas sobre a versão dada pelos atletas de que haviam sido vítimas de um assalto a mão armada durante a Rio 2016.

Um representante do comitê olímpico dos EUA (USOC) se recusou a comentar. Mais cedo nesta quinta, o USOC disse que os três nadadores que ainda estão no Brasil vão colaborar com as investigações, após autoridades brasileiras os impedirem de deixarem o país na véspera.

O quarto atleta envolvido, o medalhista de ouro Ryan Lochte, voltou aos EUA na segunda-feira.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

 
Nadadores norte-americanos Gunnar Bentz e Jack Conger em frente delegacia policial no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.      17/08/2016    GLOBO TV/via REUTERS TV