Provei ao mundo que sou o maior, diz Bolt após 8º ouro olímpico

sexta-feira, 19 de agosto de 2016 10:22 BRT
 

Por Mitch Phillips

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Depois de vencer as duas provas de velocidade nos Jogos de Londres 2012 pela segunda vez, Usain Bolt declarou ser uma "lenda". Após ganhar as duas provas pela terceira vez na Olimpíada do Rio 2016, ele preferiu se considerar "o maior".

O jamaicano de 29 anos conquistou o ouro nos 200 metros em 19s78 no Rio na quinta-feira, aumentando para oito sua contagem de ouros olímpicos nestas provas na esteira da vitória nos 100m no domingo.

"Realmente não há mais nada que eu possa fazer", disse Bolt, que se tornou o primeiro atleta a ganhar os dois títulos individuais de curta distância em três Jogos consecutivos.

"Provei ao mundo que sou o maior, foi para isso que vim aqui e é o que estou fazendo."

"Foi para isso que trabalhei ao longo dos anos. Trabalhei para ser o melhor, para ficar entre os grandes", completou.

O jamaicano havia insinuado que poderia bater seu próprio recorde mundial de 19s19 de 2009, mas ao invés disso seu tempo na noite sob chuva de quinta-feira foi o mais lento de suas sete vitórias mundiais e olímpicas nos 200 metros.

"Eu sabia que seria difícil quebrar o recorde, porque quando terminei a curva minhas pernas disseram 'escute aqui, nós não vamos mais rápido que isso'".

"Então não fiquei totalmente satisfeito, mas estou satisfeito por ter ficado com a medalha de ouro".   Continuação...

 
Bolt comemora título dos 200m no Rio.  18/08/2016.  REUTERS/Alessandro Bianchi