Lochte pede desculpas por comportamento no Rio

sexta-feira, 19 de agosto de 2016 13:43 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O nadador norte-americano medalhista de ouro Ryan Lochte pediu desculpas nesta sexta-feira por seu comportamento nos Jogos Rio 2016, após ser acusado pela polícia brasileira de dar uma versão falsa sobre roubo à mão armada para encobrir um incidente em um posto de gasolina.

"Deveria ter sido muito mais responsável em como me comportei, e por isto peço desculpas aos meus colegas de equipe", disse o nadador, em publicação nas redes sociais.

Lochte, ao lado dos companheiros de equipe Gunnar Bentz, Jack Conger e Jimmy Feigen, declararam ter sido vítimas de roubo por homens armados que fingiram ser policiais, versão que a polícia desmentiu posteriormente.

Imagens das câmeras de segurança e uma investigação feita por autoridades brasileiras mostraram que eles realizaram atos de vandalismo em um posto de gasolina e entregaram dinheiro para seguranças armados, que não deixaram que eles saíssem do local.

Em seu pedido de desculpas, Lochte, de 32 anos, descreveu a noite como "traumática".

"É traumático sair à noite com seus amigos em um país estrangeiro, tendo a língua como barreira, e um estranho apontar uma arma para você e pedir dinheiro para deixar você sair", disse.

"Mas, independentemente do comportamento de qualquer pessoa naquela noite, eu deveria ter sido muito mais responsável em como me comportei, e por isto peço desculpas aos meus colegas de equipe, meus fãs, meus queridos competidores, meus patrocinadores e os anfitriões deste grande evento".

Lochte, Bentz e Conger voltaram aos Estados Unidos, enquanto Feigen ainda está o Brasil. Feigen irá pagar 35 mil reais para uma instituição de caridade brasileira, informou a polícia.

É incerto que tipo de acordo, caso tenha havido, foi feito entre Lochte e autoridades brasileiras. Após desembarcar na terça-feira na Carolina do Norte, o nadador não foi visto, a não ser em entrevista para o programa "Today Show", que ainda será exibida.

(Por Ossian Shine)

 
Ryan Lochte após prova individual de 200m, na Rio 2016 
11/08/2016 REUTERS/David Gray