Pelé não participará da cerimônia de encerramento da Rio 2016

sexta-feira, 19 de agosto de 2016 13:59 BRT
 

Por Karolos Grohmann

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O tricampeão mundial Pelé não vai participar da cerimônia de encerramento dos Jogos Rio 2016 no domingo, disseram os organizadores da Olimpíada nesta sexta-feira, o que significa que o esportista brasileiro mais famoso do mundo não terá desempenhado qualquer papel formal no evento.

O ex-jogador da seleção brasileira recusou um convite para acender a pira olímpica na festa de abertura dos Jogos, em 5 de agosto, citando um problema de saúde, e agora também ficará fora do encerramento.

"Pelé não vai participar da cerimônia de encerramento", disse o produtor executivo das cerimônias, Abel Gomes, a repórteres.

Pelé, de 75 anos, passou por uma cirurgia no quadril no final do ano passado e disse que sua reabilitação tem sido difícil.

Os organizadores dos Jogos afirmaram que não falam com Pelé desde o início deste mês, quando ele recusou o convite para acender a pira.

"Nós não entramos em contato com ele ou ele conosco desde a abertura", disse o diretor de Comunicação do Comitê Rio 2016, Mario Andrada. "Mas se ele quiser estar lá, será um prazer".

Pelé causou alvoroço antes do início dos Jogos Olímpicos, revelando ter sido convidado a acender a pira, mas acrescentando que precisava consultar alguns patrocinadores sobre se poderia fazê-lo. Depois, ele disse que dores musculares prejudicavam a sua mobilidade e que não poderia participar do evento.

Os organizadores tinham mantido sigilo sobre quem acenderia a pira, mas após a abertura confirmaram que Pelé era o escolhido. O responsável por acender a pira foi o ex-maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima.

Questionada sobre se Pelé teria participação na cerimônia de encerramento, a assessoria do ex-jogador não respondeu de imediato.

 
Pele posa para foto durante entrevista em Nova York. 27/04/2016  REUTERS/Lucas Jackson