Rio 2016 foi uma Olimpíada icônica, diz presidente do COI

sábado, 20 de agosto de 2016 16:15 BRT
 

Por Karolos Grohmann

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que terminam no domingo, foram uma edição icônica do evento esportivo, disse neste sábado o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

Um dia antes da cerimônia de encerramento da primeira Olimpíada realizada na América do Sul, Bach fez uma avaliação do evento.

"Esses foram e ainda são Jogos Olímpicos icônicos em muitos aspectos. Vimos atletas icônicos em todos os esportes, vimos atletas que já eram ícones e fortaleceram essa posição, como Michael Phelps e Usain Bolt. Outros se tornaram ícones aqui", disse.

"Vimos que o nível de competição em todos os esportes foi extremamente alto, com performances surpreendentes dos atletas. Esse é realmente o espírito dos Jogos", afirmou ele em sua entrevista coletiva de encerramento.

O Rio conquistou o direito de sediar a Olimpíada em 2009 em um momento de crescimento econômico do Brasil, mas devido à crise econômica dos últimos anos, os organizadores tiveram de receber pagamentos adiantados do COI ao mesmo tempo que pediram recursos públicos para o evento.

Bach defendeu a escolha do COI pelo Rio e disse que escolheria a cidade novamente porque a Olimpíada aconteceu "em meio à realidade".

"Realmente acho que são Jogos icônicos. Também são Jogos feitos em meio à realidade. Não foram organizados em uma bolha. Foram organizados em uma cidade que tem problemas sociais, divisões sociais, onde a vida real continuou e acho que isso foi muito bom para todos", disse.

"Estar perto da realidade e não ter os Jogos em uma bolha por 16 dias, os Jogos de alguma forma sendo isolados. Estar no meio disso, ver a realidade e, ao ver isso, colocar o esporte em perspectiva", acrescentou.

"O COI mostrou que é possível realizar Olimpíadas em países que não estão no topo do ranking do PIB (produto interno bruto)", disse Bach. "Mostrou grande solidariedade e viu grande solidariedade", disse.

"Mostramos que estamos prontos para enfrentar a realidade social e lidar com ela."

 
Bach durante entrevista no Parque Olímpico.  8/08/2016.     REUTERS/Kevin Coombs