Brasil conquista 1º ouro olímpico no futebol ao bater Alemanha nos pênaltis

sábado, 20 de agosto de 2016 20:56 BRT
 

Por Tatiana Ramil e Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Brasil conseguiu finalmente acabar com a espera por uma medalha de ouro no futebol dos Jogos Olímpicos ao derrotar a Alemanha nos pênaltis por 5 x 4, neste sábado, após empate de 1 x 1 no Maracanã, em um reencontro nervoso com seu algoz na Copa do Mundo de 2014.

Depois de um jogo equilibrado na decisão dos Jogos Rio 2016, a seleção conquistou o primeiro título olímpico graças a uma defesa do goleiro Weverton em cobrança de Nils Petersen, a última da Alemanha, e coube a Neymar bater a penalidade decisiva, fazendo o Maracanã explodir.

"É muito especial, agradeço muito a Deus, da forma que foi, nos pênaltis, da forma que foi, com muita luta, depois de um começo difícil", disse o técnico Rogério Micale. "Tivemos jogadores extremamente dedicados, profissionais, com ótima qualidade técnica. Saio daqui com a sensação de dever cumprido."

A partida que decidiu o torneio olímpico de futebol marcou um reencontro do Brasil com a Alemanha após a humilhante derrota por 7 x 1 no Mineirão, pela semifinal da Copa de 2014.

Mesmo não sendo os times principais das duas seleções, e os jogadores brasileiros evitando um clima de revanche, a torcida queria o troco, que veio nas penalidades, com a conquista do ouro olímpico inédito.

O Brasil foi medalha de prata por três vezes, em Los Angeles 1984, Seul 1988 e Londres 2012, além de ter conquistado o bronze em duas ocasiões: Atlanta 1996 e Pequim 2008.

O jogo deste sábado teve o Brasil comandando pela maior parte do tempo as ações, mas sempre com a Alemanha perigosa em contra-ataques. Os brasileiros saíram na frente com um gol de falta de Neymar no primeiro tempo, mas os alemães empataram com Meyer depois do intervalo.

A campanha brasileira rumo ao título olímpico foi marcada por uma recuperação no torneio, que começou com dois empates frustrantes por 0 x 0 contra África do Sul e Iraque, provocando vaias da torcida em Brasília.   Continuação...

 
20/08/2016 REUTERS/Marcos Brindicci