Título inédito no futebol dá ao Brasil recorde de ouros em uma Olimpíada

sábado, 20 de agosto de 2016 22:38 BRT
 

Por Eduardo Simões

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A inédita medalha de ouro olímpica no futebol masculino além de pôr fim à busca pelo único título que faltava ao futebol do país, também deu ao Brasil o recorde de medalhas de ouro conquistadas em uma mesma edição de Jogos Olímpicos, com os seis títulos olímpicos do Rio superando as cinco medalhas douradas conquistadas em Atenas 2004.

Mais cedo neste sábado, com a prata de Isaquias Queiroz e Erlon de Souza na canoagem, o Brasil já havia assegurado que terminará a Olimpíada Rio 2016 com um número maior de pódios que em qualquer outra edição de Olimpíadas.

Com o ouro no futebol, o mais aguardado pela torcida brasileira na Rio 2016, o Brasil chegou a 17 medalhas conquistadas no Rio, mesmo número de pódios que conseguiu em Londres 2012.

Horas depois, Maicon Siqueira, do taekwondo, conquistou a medalha de bronze na categoria acima de 80kg, a 18ª do Brasil, selando o recorde no total de medalhas.

Como a seleção masculina de vôlei fará a final contra a Rússia e, portanto, tem ao menos a prata garantida, o Brasil fechará os Jogos do Rio com no mínimo 19 medalhas.

Apesar dos dois recordes, no entanto, a meta estabelecida antes dos Jogos pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) de terminar a Rio 2016 entre os 10 melhores países pelo total de medalhas não deverá ser atingida.

Isso porque o Canadá, atualmente o 10º país com mais medalhas no Rio, soma 22 pódios. Para chegar à décima posição, o Brasil, atualmente 12º no total de medalhas, teria de obter medalhas absolutamente inesperadas no último dia de competição e torcer para que o Canadá e outros países, não subam ao pódio mais nenhuma vez.

Procurado, o COB informou que só fará um balanço da performance do país nos Jogos Rio 2016 na segunda-feira, após o término da Olimpíada.

 
20/08/2016 REUTERS/Leonhard Foeger