Russa Kolodko tem retirada prata conquistada no arremesso de peso em Londres

sábado, 20 de agosto de 2016 22:47 BRT
 

Por Karolos Grohmann

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A russa Evgeniia Kolodko teve retirada sua medalha de prata conquistada no arremesso de peso em Londres, em 2012, após ter testado positivo para substâncias proibidas em um contrateste, informou o Comitê Olímpico Internacional (COI) neste sábado.

“Kolodko... foi desqualificada dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, no qual ela ficou em segundo e pelo que foi premiada com a medalha de prata”, disse o COI.

“Reanálises das amostras de Kolodko de Londres 2012 resultaram em um teste positivo para as substâncias proibidas dehidroclormetiltestosterona (turinabol) e ipamorelin.”

Kolodko havia sido promovida à prata após a bielorrussa Nadezhda Ostapchuk ter sido desqualificada e perder a medalha de ouro após testar positivo para doping à época.

Valerie Adams, da Nova Zelândia, foi premiada com o ouro, enquanto a chinesa Gong Lijiao ficou com o bronze.

“A IAAF (Associação Internacional de Federações de Atletismo) está solicitada a modificar os resultados dos eventos supramencionados e a considerar qualquer medida adicional dentro de sua competência”, disse o COI.

Nesta semana, a Rússia perdeu outras duas medalhas dos Jogos de Pequim 2008, nas provas de 4x400 metros e 4x100 metros, depois que testes adicionais em amostras colhidas pelo COI.

A equipe brasileira acabou ficando com a medalha de bronze no revezamento 4x100 metros após a desqualificação das russas.

O COI armazena amostras por uma década, para testá-las com métodos mais modernos ou para novas substâncias. A entidade conduzido reexames contra atletas específicos antes da Olimpíada no Rio de Janeiro.

Um total de 98 amostras testaram positivo na reanálise de amostras colhidas nos Jogos de Pequim e Londres, com o COI tentando expurgar as trapaças e impedir que se repetissem no Rio.

 
Atleta Evgeniia Kolodko, da Rússia, durante competição em Zurique
17/08/2014 REUTERS/Phil Noble