Brasil derrota Itália e conquista terceiro ouro olímpico no vôlei masculino

domingo, 21 de agosto de 2016 15:22 BRT
 

Por Eduardo Simões e Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Brasil conquistou neste domingo, último dia de competições da Olimpíada Rio 2016, o tricampeonato olímpico no vôlei masculino e a sétima medalha de ouro do país no Rio de Janeiro ao superar a Itália por 3 sets a 0 no Maracanãzinho.

Em sua quarta final olímpica seguida, após o ouro em Atenas 2004 e as pratas em Pequim 2008 e Londres 2012, a seleção brasileira venceu com parciais de 25-22, 28-26 e 26-24 para conquistar também a 19a medalha do Brasil na Rio 2016.

A Itália, que na primeira fase do torneio olímpico no Rio havia derrotado o Brasil por 3 sets a 1, ainda seguirá buscando seu primeiro título olímpico no vôlei masculino, e chegou à sua terceira prata. Havia perdido para o Brasil em Atenas e foi vice-campeã em Atlanta 1996.

O Brasil contou com ótima atuação de Wallace, principal pontuador do jogo, marcando 20 vezes para o Brasil.

Na primeira parcial, o Brasil chegou a abrir cinco pontos de vantagem, em 19-14, os italianos conseguiram reduzir para dois pontos, mas no segundo set point, Ivan Zaytsev, da Itália, errou o saque e o Brasil fechou o primeiro set em 25-22.

No intervalo para o segundo set, Neymar, que na véspera conquistou a inédita medalha de ouro no futebol, apareceu no telão mandando uma mensagem para o time de vôlei e foi ovacionado pelo Maracanãzinho.

O segundo set começou equilibrado com a Itália na frente com uma pequena vantagem, até Lipe passar pelo saque do Brasil e abrir três pontos de frente. Os italianos, no entanto, se recuperaram e não permitiram que o Brasil desgarrasse, igualando mais uma vez a parcial.

O panorama seguiu assim até que Gianelli errou o saque, desperdiçando um set point para a Itália. Mauricio Souza foi para o serviço e o Brasil conseguiu o ponto com Wallace bloqueando Zaytsev. Na sequência, Maurício fechou a parcial em 28-26 com um ace.

O terceiro set foi mais uma vez equilibrado e foi decidido em um bloqueio de Lipe sobre Zaytsev, que fechou a parcial em 26-24 e levou o Maracanãzinho a gritar em peso "o campeão voltou".

O ouro conquistado neste domingo também consagra dois ícones do vôlei brasileiro. O técnico Bernardinho chega pela sexta vez seguida ao pódio olímpico, depois de alcançar o feito com o time feminino em Atlanta e em Sydney 2000, e o líbero Serginho, que se torna o maior medalhista olímpico do Brasil em esportes coletivos, com dois ouros e duas pratas.

 
Brasileiros comemoram título no vôlei.  21/08/2016.   REUTERS/Dominic Ebenbichler