Tite chama 7 da equipe olímpica e traz Marcelo e Paulinho de volta à seleção brasileira

segunda-feira, 22 de agosto de 2016 12:50 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico Tite chamou sete jogadores da equipe olímpica que conquistou a medalha de ouro nos Jogos do Rio e promoveu o retorno do lateral-esquerdo Marcelo e do meio-campista Paulinho à seleção brasileira em sua primeira convocação como treinador da equipe, nesta segunda-feira, para as partidas contra Equador e Colômbia pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

Entre os campeões olímpicos convocados por Tite estão o goleiro Weverton, que defendeu um pênalti decisivo na disputa contra a Alemanha na final olímpica, o meia Renato Augusto e o atacante Neymar, os três veteranos da equipe campeã, além dos jovens atacantes Gabriel Jesus e Gabriel.

A lista de convocação foi entregue por Tite à Fifa antes da semifinal da Olimpíada contra Honduras, o que sinaliza que o trabalho da seleção olímpica já vinha sendo acompanhado de perto pelo treinador do time principal antes da conquista da medalha de ouro.

"A lista foi feita há sete dias, esses jogadores já estavam chamados antes do jogos com Honduras e Alemanha. O legado fica do senso de equipe forte... um carinho e um legado do torcedor que passou para a seleção final", disse a repórteres Tite, que também chamou do time olímpico os zagueiros Rodrigo Caio e Marquinhos.

"Precisamos desse carinho e dessa compreensão. O atleta precisa disso. Fica um legado legal do torcedor para conosco”, acrescentou o treinador, que disse ter a intenção de realizar em breve um jogo da seleção principal no Maracanã, palco da conquista olímpica.

O lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid, e o meio-campista Paulinho, atualmente jogando no China, ganharam uma nova chance na seleção com a chegada de Tite, que também incluiu em sua primeira lista novidades como o lateral Fagner, do Corinthinas, o meio-campista Rafael Carioca, do Atlético Mineiro, e o atacante Taison, do Shakhtar Donetsk.

Sobre as novidades, Tite afirmou que vinha acompanhando o trabalho de Rafael Carioca, Giuliano e Taison há algum tempo, e que Paulinho e Fagner são jogadores que fizeram por merecer a convocação, descartando qualquer favorecimento por ter sido técnico de ambos no Corinthians.

“Não dei privilégio, mas são jogadores que conheço o trabalho deles de perto“, afirmou.   Continuação...

 
Técnico Tite na convocação da seleção brasileira. 22/08/2016 REUTERS/Ueslei Marcelino