Rússia perde apelação contra banimento da Paralimpíada do Rio

terça-feira, 23 de agosto de 2016 09:11 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - A Rússia perdeu a apelação contra seu banimento da Paralimpíada do Rio de Janeiro de 2016 no mês que vem devido a um programa de doping patrocinado pelo Estado, disse a Corte Arbitral do Esporte (CAS), a mais alta instância jurídica do esporte, nesta terça-feira.

A decisão de excluir toda a delegação da Rússia da Paralimpíada, tomada inicialmente em 7 de agosto pelo Comitê Paralímpico Internacional (CPI), significa que pelo menos 250 competidores russos estarão ausentes do evento entre os dias 7 e 18 de setembro.

    A CAS disse que sua comissão avaliou que o CPI "não violou nenhuma regra de procedimento ao tratar do processo disciplinar" que levou à suspensão da Rússia do evento.

    O tribunal acrescentou que o veredicto foi "proporcional nestas circunstâncias" e que o Comitê Paralímpico Russo "não apresentou nenhum indício contradizendo os fatos nos quais a decisão do CPI se baseou".

    O CPI foi mais longe do que o Comitê Olímpico Internacional (COI), que não chegou a impor uma suspensão coletiva à Rússia na Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016 deste mês, deixando a decisão nas mãos das federações esportivas internacionais.

    O imbróglio gira em torno de um relatório feito para a Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) que revelou que o governo russo e o serviço de segurança FSB acobertaram centenas de casos de doping na maioria dos esportes olímpicos durante anos, assim como em eventos paralímpicos.

    Segundo a agência de notícias Tass, o ministro do Esporte russo, Vitaly Mutko, disse que a decisão da corte é ilegal e tem motivação política.

(Por Brian Homewood)

 
Estátua do logo da Paralimpíada do Rio vista durante cerimônia no Rio de Janeiro.  26/11/2011        REUTERS/Andre Durao