Nico Rosberg tem vitória fácil em um caótico GP da Bélgica

domingo, 28 de agosto de 2016 13:35 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O alemão Nico Rosberg escapou de todo o caos que se formou atrás dele e apenas teve o trabalho de administrar a vitória em um confuso GP da Bélgica de Fórmula 1 neste domingo. Seu companheiro de Mercedes Lewis Hamilton, líder do campeonato, terminou em terceiro após largar nas últimas posições do grid, e em segundo lugar ficou Daniel Ricciardo da Red Bul.

Os brasileiros Felipe Massa, da Williams, e Felipe Nasr, da Sauber, terminaram nas 10ª e 17ª posições, respectivamente.

Largando na pole, Rosberg manteve a liderança no início da prova e não foi mais alcançado, especialmente depois que seus principais adversários, Max Verstappen (que largara em segundo) e a dupla da Ferrari Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, colidiram logo na primeira curva. Com isso, Ricciardo, que começou a prova em quinto, pulou para segundo, posição que o australiano manteve até o fim para cruzar a linha de chegada 14 segundos após Rosbeg.

A corrida foi brevemente interrompida faltando nove voltas para a bandeirada final depois que Kevin Magnussen teve uma colisão feia após perder o controle de sua Renault. O dinamarquês foi levado par o hospital para exames de rotina, tendo sofrido um pequeno corte no tornozelo esquerdo.

Esta foi a 20ª vitória de Rosberg na carreira e também a sexta dele na temporada, a primeira desde o GP da Europa em junho, diminuindo para nove pontos a distância para o líder Hamilton na tabela.

O britânico conseguiu ganhar muitas posições graças ao caos formado logo na primeira curva, que forçou as duas Ferraris e Verstappen a pararem no pit stop, e também se beneficiou do safety car e da bandeira vermelha após o acidente de Magnussen.

O tricampeão, que buscava se tornar apenas o terceiro piloto a alcançar a marca de 50 vitórias na carrreira, não pode reclamar do resultado, já que ainda se mantém firme e forte na liderança do campeonato mundial.

(Reportagem de Abhishek Takle)