Messi sente dores na virilha e pode perder jogo com Venezuela pelas eliminatórias

sexta-feira, 2 de setembro de 2016 15:05 BRT
 

MENDOZA, Argentina (Reuters) - A volta triunfante de Lionel Messi à seleção da Argentina foi atenuada pelo risco de não estar em condição de jogar contra a Venezuela pelas eliminatórias da Copa do Mundo na terça-feira.

Messi, que voltou atrás em sua decisão de se aposentar da seleção argentina após derrota na final da Copa América Centenário, em junho, marcou o único gol na vitória por 1 x 0 sobre o Uruguai em casa na quinta-feira, resultado que colocou a Argentina no topo do grupo sul-americano.

Mas o capitão disse que está com dores na virilha e que tem que pensar em sua forma física no início de uma temporada movimentada para sua seleção e para o Barcelona.     

"Minha virilha está doendo muito, desde antes desta partida", disse Messi a repórteres. "Vamos ver, sempre quero estar (na seleção)... mas também há muitas partidas importantes chegando".

Messi explicou o motivo de ter deixado a seleção após a derrota nos pênaltis para o Chile em Nova Jersey, jogo no qual errou a primeira cobrança.

"Não enganei ninguém naquele momento", disse. "Fiquei muito decepcionado porque foi um golpe duro, e disse aquilo porque era o que eu sentia".

"Mas depois, vendo como é este grupo e o carinho dos torcedores, reconsiderei".

Foi a terceira derrota de Messi em uma grande final com a Argentina em dois anos. Ele também perdeu a final da Copa do Mundo de 2014 contra a Alemanha, no Brasil.

Agora Messi ambiciona disputar sua quarta Copa do Mundo, na Rússia em 2018, e a Argentina lidera o grupo de 10 seleções, com 14 pontos em sete jogos.

        

(Por Rex Gowar)

 
Messi na partida Argentina x Uruguai. 01/09/2016 REUTERS/Marcos Brindicci