Jogos Paralímpicos do Rio miram venda de 2 mi de ingressos, mas ainda há risco de déficit

terça-feira, 6 de setembro de 2016 19:33 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo federal e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) estimam que serão vendidos mais de 2 milhões de ingressos para os Jogos Paralímpicos do Rio, que vão começar na quarta-feira, mas uma fonte próxima à organização considera a perspectiva muito otimista, apesar do boom de vendas nos últimos dias.

Segundo a fonte, essa maior procura também não deverá ser suficiente para reverter o provável déficit do Comitê Rio 2016.

“As vendas realmente aqueceram, houve um crescimento, isso é inegável”, disse a fonte à Reuters, sob condição de anonimato, nesta terça-feira.

“Mas não podemos esquecer que apesar de ser um baita evento, o apelo é muito menor. Tem a crise afetando a renda das pessoas e ainda não é um período de férias nas empresas ou nas escolas. Isso não pode ser desconsiderado.”

Dados atualizados apresentados nesta terça pelas autoridades mostram que foram vendidos cerca de 1,6 milhão de bilhetes, e a meta é superar a marca de 2 milhões de ingressos, de um total de aproximadamente 2,5 milhões.

As vendas para os Jogos Paralímpicos começaram há aproximadamente um ano, mas até o fim da Olimpíada a procura era considerada muito baixa. O Comitê Rio 2016 chegou a anunciar, em meados do mês passado, que tinham sido vendidos apenas 10 por cento da carga de ingressos.

Foi necessária uma forte campanha na mídia e apoio dos governos para alavancar as vendas da Paralimpída.

“Nossa projeção que foi redefinida é de 2 milhões de ingressos e acredito firmemente que vamos bater e ultrapassar essa marca“, disse a jornalistas o presidnete do CPB, Andrew Parsons.   Continuação...

 
Atleta Yip Pin Xiu, de Cingapura, diante da Vila Paralímpica do Rio.  06/09/2016. 
REUTERS/Jason O'Brien