Putin diz que vazamentos de dados da Wada levantam perguntas

sexta-feira, 16 de setembro de 2016 13:43 BRT
 

Por Jack Stubbs

MOSCOU (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta sexta-feira que os registros vazados da Agência Mundial Antidoping (Wada) por hackers russos levanta muitos perguntas sobre atletas saudáveis aparentemente usando substâncias proibidas, relatou a agência de notícias Tass.

"Levanta muitas dúvidas", disse Putin. "É como se atletas saudáveis estivessem usando legalmente substâncias que são proibidas para outros, e pessoas que claramente sofrem de sérias doenças, deficiências severas, são suspeitas de usarem algumas substâncias e são banidas dos Jogos Paralímpicos."

"O que fizeram, não deixa de ser interessante à comunidade internacional, à comunidade esportiva primeiramente", disse Putin.

Seus comentários foram feitos horas após hackers divulgarem uma terceira leva de dados de testes antidoping envolvendo mais 11 atletas.

A partir da quarta-feira, a Wada confirmou que dados de atletas foram vazados por um grupo de espionagem cibernética russo e hackers divulgarem informações de 25 atletas dos Estados Unidos, Alemanha, Grã-Bretanha, República Tcheca, Dinamarca, Polônia, Romênia e Rússia.

O grupo, conhecido como APT28 e Fancy Bear por pesquisadores de segurança virtual norte-americanos, também foi alvo de críticas da Wada na terça-feira por postar registros médicos das atletas norte-americanas Simone Biles, Elena Delle Donne, e as irmãs Serena e Venus Williams.

O grupo publicou nesta sexta-feira resultados de testes de doping de atletas da Grã-Bretanha, Espanha, Austrália, Alemanha e Dinamarca.

 
Presidente russo, Vladimir Putin, visita região de Novgorod, na Rússia
10/09/2016 Sputnik/Kremlin/Alexei Druzhinin/via REUTERS